Canal de economia no YouTube conta como economizar R$ 20 mil alugando um Uber

Canal de economia no YouTube conta como economizar R$ 20 mil alugando um Uber

Canal Econoweek

28 de março de 2019 | 17h01

Tem muita gente que trabalha com Uber, e quem dirige sabe do lado bom e ruim desse tipo de trabalho. Hoje, nós do Econoweek vamos tentar esclarecer uma dúvida de muitos: ter o próprio carro ou dirigir um carro alugado?

A conclusão é que quase sempre vale a pena alugar e a gente te conta o porquê. Inclusive, se você tem o seu carro quitado, alugar pode ser vantajoso. Mas vamos começar com quem ainda está pagando as parcelas do carro.

Você sabia que várias locadoras tem preços e condições especiais para motoristas de Uber? Dá para alugar um carro com todas as exigências do Uber a partir de R$ 1.300 por mês, que algumas vezes pode ser um valor menor que a parcela do veículo financiado.

Tudo bem se você preferir ter o seu próprio carro. O carro é seu, mas a manutenção, o seguro, o IPVA, a troca de pneu, as raladinhas, revisão de quilometragem… Tudo isso também é seu! Quando você aluga um carro, essas coisas já estão inclusas na mensalidade. Já pensou em não precisar tomar crédito para comprar um carro e ainda não esquentar a cabeça nunca mais com nada?

Tem outras vantagens ainda! O carro não é um dos melhores ativos, uma vez que ele sempre perde valor. Tirou da concessionária, já está valendo menos a cada dia. E no Uber, dentre as especificações exigidas para o carro, uma delas é o ano de fabricação do veículo. Então, vai chegar uma hora que você vai ter que trocar de carro. Se você alugar é só pedir para trocar, sem custo nenhum por isso! Sem se endividar, sem perder tempo, sem nada!

Todo motorista de Uber que se previne separa um dinheiro todo mês para a manutenção do carro e para todos os outros custos que a gente listou. Agora, com o carro alugado é só mensalidade, gasolina e acabou!

Dito isto, vamos para as dicas para quem quer alugar um Uber. Você não precisa chegar e já fechar um pacote grande. Dá para alugar um carro por uma semana, 15 dias, para ver se vale a pena. A única coisa que você vai precisar, além dos documentos, é um cartão de crédito, que não precisa ser no seu nome. O cartão pode ser de outra pessoa, desde que ela esteja presente para assinar na hora que você for alugar.

O cartão vai ser usado para o que é conhecido como caução. Não vai ser cobrado nada, mas por segurança será bloqueado um valor de uns R$ 600 para depois da conclusão do contrato de locação ser liberado de novo. E seu limite voltará para o que você está acostumado.

Vamos fazer as contas, então? Vamos supor que você pague R$ 2 mil de seguro por ano no seu carro, mais R$ 2 mil de IPVA, numa conta conservadora. Isso já deu R$ 4 mil por ano.

Agora, vamos supor que você gaste R$ 300 de combustível por semana, que é o maior gasto do Uber. Isso dá R$ 1.200 no mês e R$ 14.400 por ano. Já tinha feito essas contas? Somando isso ao seguro e ao IPVA, já chegamos a mais de R$ 18 mil por ano.

Por sua vez, vamos supor que você gaste mais R$ 2 mil reais por ano de manutenção e reserve R$ 300 reais por mês para eventualidades, que podem acontecer no carro e você precisa ter uma reserva. Somando tudo dá uma média de R$ 2 mil por mês, e incríveis R$ 24 mil por ano. Mas pode ser que esse valor seja até maior!

Quer mais? Vamos supor que você acabou de comprar um Onix novo, o carro mais vendido atualmente. Assim que o carro sair da concessionária ele perderá 20% do valor. Se ele custar R$ 50 mil, no dia seguinte ele já valerá R$ 40 mil. Simples assim! E você acabou de ter um custo de R$ 10 mil reais.

E tem que botar na conta porque na hora de vender você realmente vai perder essa valor. Se ele só perder esse 20% no ano todo, mais os R$ 24 mil de combustível, seguro, IPVA etc ,já chegamos a R$ 34 mil em um ano. O que dá uma média de uns R$ 2.800 por mês. Agora imagina isso somado a parcela do seu carro, se você ainda está pagando?

Se você pegou um carro sem entrada, vamos supor que esteja pagando R$ 1.300 por mês de parcela. Em um ano, isso dá mais de R$ 15 mil. Pronto. Juntando tudo isso, você tem um gasto anual de R$ 50 mil reais. Já tinha feito essa conta?

Agora, se você alugar um carro por R$ 1.300 por mês, que já inclui seguro, manutenção, IPVA etc, mais o combustível (que você vai continuar gastando a mesma coisa), chegamos a R$ 2.500 por mês e R$ 30 mil no ano. São R$ 20 mil a menos do que se fosse o seu próprio carro. É muita diferença!

Você pode investir essa diferença! Se você aplicar em um ativo seguro que pague 6,5% ao ano, esses R$ 20 mil virariam R$ 21.300 em um ano. Você conseguiria economizar ainda mais!

Ahhh! Isso porque não comentamos um ponto importante! Todo mundo sabe que não é muito fácil vender um carro com quilometragem muito alta, uma característica de quase todo Uber. Alugando, cansou do carro depois de um tempo? É só ir lá e pedir outro!

Tem algumas locadoras que dão desconto para motorista de Uber. É só dar uma conferida! Gostou dessas dicas? Conta pra gente aqui nos comentários, ou pode ir até o nosso canal do YouTube, ou mesmo no nosso Instagram. A gente sempre compartilha muito conhecimento sobre economia, finanças e investimentos. Afinal, o conhecimento é sempre uma saída!