Como é a vida de brasileiros e refugiados na Alemanha

Como é a vida de brasileiros e refugiados na Alemanha

Canal Econoweek

22 de março de 2019 | 05h00

Muitos brasileiros sonham em enriquecer em outro país. Dentre eles, a Alemanha. Mas como será que é a vida de brasileiros e refugiados na Alemanha? Nós do Econoweek batemos um papo com o alemão Benedikt para entender isso um pouco melhor.

Nessas idas e vindas ao Brasil, o Benê, como é conhecido, percebeu algumas diferenças principais entre o estilo de vida alemão e o brasileiro. Ele tem a sensação que o alemão vive somente para o trabalho e quer comprar coisas apenas para mostrar para outras pessoas que é rico. No Brasil, apesar de termos bastante crítica à ostentação, o alemão Benedikt tem a sensação que é bem menos intenso que na Alemanha.

Outra coisa que o Benê percebeu é que aqui no Brasil tem muitos moradores de rua, coisa que não se vê pela Alemanha. Apesar de sempre ouvirmos falar que a Alemanha é um país rico, há outro motivo importante para que não haja moradores de rua, que muitas vezes não levamos em conta: o clima. Boa parte do ano, os alemães enfrentam temperaturas negativas, tornando impossível a vida do desabrigado.

Recentemente, a Alemanha recebeu uma grande população de refugiados, gerando uma tensão social diante de parte da população alemã que não vê com os bons olhos os novos vizinhos. O Benedikt lembra que a população alemã é considerada idosa e que a maior parte dos refugiados é jovem, o que pode ajudar a economia da Alemanha. Ainda assim, a barreira da linguagem acaba se tornando um problema para os recém chegados.

Para os brasileiros que pensam em viver na Alemanha, o Benê conta que lá o salário é alto: em média, 4 mil euros por mês por pessoa. Ainda assim, haverá dificuldade com uma nova cultura, bem como o clima muito mais frio.

Gostou de ver um pouquinho mais sobre a Alemanha? Conta pra gente aqui nos comentários. Você também pode conversar com a gente no nosso canal do YouTube, ou mesmo no nosso Instagram. A gente sempre compartilha muito conteúdo de economia, finanças e investimentos. Afinal, o conhecimento é sempre uma saída!