Você quer investidores de alta renda como clientes? O CPA-20 pode ser o caminho

Você quer investidores de alta renda como clientes? O CPA-20 pode ser o caminho

Canal Econoweek

23 de fevereiro de 2019 | 05h00

Você já se imaginou trabalhando com distribuição de produtos de investimento para clientes de alta renda, private, corporate e investidores institucionais, seja em um banco ou em plataformas de investimentos? Se sim, a certificação CPA-20 ajudará você nisso.

O profissional com CPA-20 conhece bem os produtos financeiros de varejo, além de conhecer as normas de funcionamento do mercado financeiro brasileiro.

Caso você esteja buscando orientação sobre o que fazer com o seu dinheiro, certifique-se que o seu gerente possui essa certificação. Também há algumas outras certificações, que trataremos aqui futuramente. Uma delas é o CPA-10, conhecido como a porta de entrada das certificações financeiras, que já comentamos aqui em nosso blog.

Já se você está interessado em se certificar com o CPA-20, há cerca de 129 mil pessoas com esse “diploma” em todo o Brasil, especializados em clientes de alta renda. Esse é o caso de segmentos dentro dos bancos, por exemplo o Select no Santander, o Prime no Bradesco, Personnalité no Itaú e Estilo no Banco do Brasil.

A prova é composta por 60 questões de múltipla escolha, com 4 alternativas cada. Para conseguir a aprovação será necessário 70% de acertos, ou seja, acertar pelo menos 42 questões!

Ao todo, são 7 módulos, porém 3 desses módulos podem cair em até 25% do teste. São eles: 1) Compliance Legal, Ética e Análise de Perfil do Investidor; 2) Instrumento de Renda Variável, Renda Fixa e Derivativos e 3) Fundos de Investimentos.

Depois, um módulo pode estar presente em até 20% da prova, que é o tópico 4) Mensuração e Gestão de Performance e Riscos.

Já 3 módulos podem estar presentes em até 10% da sua prova, que são: 5) Sistema Financeiro Nacional e Participantes do Mercado; 6) Princípios Básicos de Economia e Finanças e 7) Previdência Complementar Aberta: VGBL e PGBL.

A prova é realizada em todas as Capitais e nas principais cidades do Brasil. No site da Anbima é possível consultar as cidades em que você poderá realizar a prova. A agenda dessa prova é ampla, com data e horário escolhidos pelo candidato.

Não há pré-requisitos! Independente do seu grau de escolaridade, você pode fazer a prova. O preço é R$ 475,00 para não associados Anbima e R$ 396,00 para associados.

Ficou interessado? Então fica de olho aqui no Econoweek para não perder nada sobre certificados, economia e finanças! Afinal, o conhecimento é sempre uma saída!

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.