As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Empresa investe em ferramenta para simulação do IR

Bianca Pinto Lima

19 de janeiro de 2011 | 15h33

A partir deste ano, todas as declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) deverão ser entregues por meio eletrônico, pela internet ou disquete. De olho nos cerca de 24 milhões de brasileiros que devem prestar contas à Receita Federal em 2011, a IOB comercializa a partir de 1º de março – data de início da declaração – a ferramenta online DeclareCerto.

O programa orienta no preenchimento dos formulários, possibilita simulações e destaca exposições que podem levar à malha fina. Ao final do processo, o contribuinte migra os dados para o programa oficial da Receita. O preço do serviço básico será de aproximadamente R$ 35.

“Um casal sem dependentes pode declarar de seis maneiras distintas. Com dois filhos, somam 18 formas. Se um dos dependentes tiver renda e um imóvel do casal for alugado para um terceiro, o número já sobe para 102. Dependendo do caso, é possível surgir ainda mais opções”, afirma André Duarte, diretor da DeclareCerto, empresa que foi adquirida pelo grupo IOB neste ano.

Em 2010, a ferramenta teve um projeto piloto e agora passará a ser comercializada em larga escala.

Tudo o que sabemos sobre:

Imposto de RendaIRIR 2011Receita Federal

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.