As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Receita abre a consulta ao quarto lote de restituições do IR

Lote também contempla devoluções residuais de 2008 a 2013, totalizando R$ 2,4 bilhões

Bianca Pinto Lima

05 de setembro de 2014 | 16h00

A Receita Federal abriu nesta segunda-feira, às 9 horas, a consulta ao quarto lote de restituições do Imposto de Renda de 2014. Para verificar se foi contemplado, o contribuinte deve digitar o CPF na página da Receita. Neste lote são contemplados cerca de 2 milhões de contribuintes que receberão mais de R$ 2,2 bilhões. O pagamento será realizado no dia 15 de setembro por meio de depósito em conta corrente.

Segundo o governo, o lote contemplou ainda restituições residuais de 2008 a 2013 (de contribuintes que estavam presos na malha fina e agora regularizaram a situação).

Com esse montante, o valor total das devoluções será de R$ 2,4 bilhões. Segundo o Fisco, R$ 168 milhões referem-se a contribuintes idosos, com deficiência ou doença grave.

Ao todo, serão sete lotes de devoluções do IR 2014, com o último pagamento em 15 de dezembro. Para saber se teve a declaração liberada, basta acessar a página da Receita ou ligar para o ReceitaFone 146 e informar o número do CPF. A restituição ficará disponível no banco durante um ano.

Caso o valor não seja creditado, o contribuinte deverá contatar pessoalmente qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a central de atendimento pelos telefones 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) ou 0800-729-0088 (exclusivo para deficientes auditivos).

Malha fina. Por meio do sistema e-CAC, é possível acessar o extrato da declaração e ver se há inconsistências de dados identificadas pelo processamento do Fisco. Caso haja erros ou pendências, o contribuinte poderá fazer a autorregularização, mediante entrega de declaração retificadora.

O Fisco também oferece aplicativos para tablets e smartphones, para os sistemas operacionais Android e iOSque facilitam a consulta às declarações.

(Texto atualizado na segunda-feira, 08/09, às 9 horas)

Tudo o que sabemos sobre:

impostoderendarestituições

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: