As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Receita Federal atrasa programa que informa renda do trabalhador

Dirf normalmente é disponibilizada no site da Receita no 1º dia útil do ano

Economia & Negócios

20 de janeiro de 2017 | 15h46

O lançamento do programa para Declaração de Imposto de Renda Retido na Fonte (Dirf) de 2017 está atrasado por causa da mudança para a nova plataforma tecnológica Java. A Dirf normalmente é disponibilizada no site da Receita no 1º dia útil do ano, mas, segundo a Receita, encontra-se em etapa final de homologação, ainda sem data de divulgação.

A Dirf 2017 é obrigatória para pessoas jurídicas e físicas que pagaram ou creditaram rendimentos sobre os quais tenha incidido retenção do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte (IRRF), ainda que em um único mês do ano-calendário, por si ou como representantes de terceiros.

O atraso no programa da Dirf também pode afetar a declaração anual feita pela pessoa física já que as empresas terão uma janela menor, e não mais os 46 dias antes previstos, para informar os rendimentos do trabalhador.

Este ano a Dirf deve ser apresentada até o dia 15 de fevereiro, e não mais até o último dia útil do mês. A Receita também não informou se o cronograma sofrerá alguma alteração por causa do atraso na disponibilização do programa.

A Receita disponibilizou nesta sexta-feira, 20, os programas auxiliares Carnê-Leão e Ganho de Capital para download.

Tudo o que sabemos sobre:

IR2017

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.