As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Receita libera consulta ao 2º lote de restituição do IR nesta 6ª

O pagamento será realizado no dia 15 de julho e totaliza R$ 2,5 bilhões para 1,5 milhão de contribuintes

Economia & Negócios

07 Julho 2016 | 11h01

A Receita Federal libera nesta sexta-feira, 8, a consulta ao segundo lote de restituição do Imposto de Renda de 2016. O pagamento será realizado no dia 15 de julho e totaliza R$ 2,5 bilhões para 1,5 milhão de contribuintes. Para fazer a consulta, acesse aqui o site da Receita.

O lote também contempla restituições dos exercícios de 2008 a 2015, aumentando o valor pago para R$ 2,7 bilhões. Desse total, R$ 951,6 milhões se referem ao quantitativo de contribuintes que, por lei, têm preferência no recebimento da restituição. São 477.147 contribuintes idosos e 51.310 contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave.

A Receita ressalta que disponibiliza aplicativo para tablets e smartphones, o que facilita a consulta às declarações do Imposto de Renda e situação do Cadastro de Pessoa Física (CPF). Com ele, será possível analisar diretamente nas bases da Receita Federal informações sobre liberação das restituições do Imposto de Renda Pessoa Física e a situação cadastral de uma inscrição no CPF.

A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá requerer, por meio da internet, mediante o Formulário Eletrônico – Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no serviço virtual de atendimento da Receita, o e-CAC, em Extrato do Processamento da DIRPF.

Caso o valor não seja creditado, o contribuinte poderá entrar em contato com qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento: 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.

(Com Agência Brasil)

Mais conteúdo sobre:

Imposto de RendaReceita Federal