Receita libera consulta ao 6º lote de restituição do Imposto de Renda
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Receita libera consulta ao 6º lote de restituição do Imposto de Renda

Lote contempla mais de dois milhões de contribuintes e soma R$ 2,3 bilhões, que serão pagos no próximo dia 16

Economia & Negócios

10 de novembro de 2015 | 07h50

Contribuinte pode consultar a restituição do Imposto de Renda pela internet. Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Contribuinte pode fazer consulta pela internet. (Marcos Santos/USP Imagens)

Por Agência Brasil

A Receita Federal liberou nesta terça-feira a consulta ao sexto e penúltimo lote de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física 2015. O lote contempla 2.107.191 contribuintes, totalizando mais de R$ 2,3 bilhões. O crédito bancário será feito no dia 16.

Os dois últimos lotes regulares foram programados, como em todos os anos, para novembro e dezembro. Os contribuintes que ficarem fora das duas listas é porque caíram na malha fina por erros ou omissões na declaração.

A consulta ao lote estará disponível na página da Receita na internet ou por meio do Receitafone (146). A Receita disponibiliza ainda aplicativo para tablets e smartphones que permite o acompanhamento das restituições.

Os contribuintes que não foram listados nos lotes anteriores de restituição e têm dúvida sobre os dados enviados devem verificar no extrato de processamento da declaração se não há pendência ou inconsistências que causem a retenção na malha fina.

O procedimento pode ser feito no Centro Virtual de Atendimento da Receita Federal (e-CAC). A Receita disponibilizou na internet um passo a passo para quem não é cadastro e deseja fazê-lo.

“É importante que as pessoas olhem o extrato para ver as pendências. Pode ser que, corrigindo, entrem no próximo lote, principalmente os que fizeram a declaração logo no começo e até agora não saíram em nenhum lote”, diz o supervisor do Imposto de Renda da Receita Federal, Joaquim Adir.

A restituição ficará disponível durante um ano. Se o resgate não for feito no prazo, deverá ser requerido por meio do Formulário Eletrônico – Pedido de Pagamento de Restituição , ou diretamente no e-CAC , no serviço extrato de processamento, na página da Receita na internet. Para quem não sabe usar os serviços no e-CAC, a Receita disponibiliza um vídeo com instruções.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.