Receita libera consulta ao quinto lote de restituições do IR
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Receita libera consulta ao quinto lote de restituições do IR

Quinto lote contempla 1,2 milhão de contribuintes com restituições de 2015 e de 2008 a 2014, para quem havia ficado na malha fina

Economia & Negócios

07 de outubro de 2015 | 13h18

Crédito da restituição será feito no dia 15 de outubro (Foto: Marcos Santos/USP Imagens)

Crédito da restituição será feito no dia 15 de outubro (Foto: Marcos Santos/USP Imagens)

A Receita Federal abre nesta quarta-feira, 7, consulta ao quinto lote de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física 2015. Ao todo, serão liberados R$ 1,415 bilhão para 1,2 milhão de contribuintes. A consulta foi aberta às 9h e pode ser feita pelo site da Receita, pelo Receitafone, no número 146, ou pelo aplicativo para tablets e smartphones.

O crédito bancário será feito no dia 15 de outubro. A Receita também pagará R$ 85,54 milhões a 31.248 contribuintes que fizeram a declaração entre 2008 e 2014, mas caíram na malha fina. O total gasto com as restituições chegará a R$ 1,5 bilhão. As restituições terão correção de 6,46% (2015) a 74,96% (2008). Em todos os casos, os índices têm como base a taxa Selic (juros básicos da economia) acumulada entre a entrega da declaração e o mês corrente.

O dinheiro será depositado nas contas informadas na declaração. O contribuinte que não receber a restituição deverá ir a qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para os telefones 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para ter acesso ao pagamento.

Últimos lotes. Os dois últimos lotes regulares serão liberados em novembro e dezembro. Se não forem contemplados, os contribuintes devem procurar a Receita Federal, pois seus nomes podem estar na malha fina por erros ou omissões na declaração.

Os contribuintes que não foram incluídos nos lotes anteriores de restituição e tenham dúvida sobre os dados enviados devem verificar o extrato de processamento da declaração para saber se há pendências ou inconsistências que causem a retenção na malha fina. O procedimento pode ser feito no Centro Virtual de Atendimento da Receita Federal (e-CAC). Se não for cadastrado, é só informar os números dos recibos de entrega das declarações dos exercícios referentes às declarações ativas das quais o contribuinte seja titular.

(Informações da Agência Brasil)

Mais conteúdo sobre:

Imposto de Renda 2015Restituição