Receita recebe recorde de declarações do Imposto de Renda no primeiro dia
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Receita recebe recorde de declarações do Imposto de Renda no primeiro dia

Mariana Congo

07 de março de 2014 | 11h58

Nos últimos dez anos, cresceu o número de brasileiros que não quer deixar a declaração do Imposto de Renda para a última hora. Ontem, primeiro dia do calendário do Imposto de Renda 2014, a Receita Federal recebeu o recorde de 278 mil declarações até as 17h.

Assim, o Fisco registrou neste ano 91 mil declarações a mais que no primeiro dia da declaração de 2013, quando 187 mil contribuintes prestaram as contas com o Leão.

O prazo para a entrega do documento foi aberto na quinta-feira, 6, e termina no dia 30 de abril. O governo espera receber 27 milhões de declarações neste ano, 1 milhão acima do registrado em 2013. No fim da tarde de hoje, o Fisco divulgará um novo balanço de entrega.

 

Aplicativo. A loja de aplicativos da Apple ainda não atualizou a versão do m-IRPF para o Imposto de Renda 2014. A Receita Federal afirmou que está monitorando a situação e que a responsabilidade por colocar o programa no ar é da empresa. Procurada pelo Estado, a Apple não se pronunciou sobre o caso.

O aplicativo m-IRPF, lançado pela Receita Federal em 2013, permite a elaboração e envio da declaração via smartphones ou tablets. Por enquanto, apenas os dispositivos móveis com sistema Android, do Google, já tem o aplicativo à disposição.

Regras. Neste ano, estão obrigadas a apresentar o documento as pessoas físicas que receberam em 2013 rendimentos tributáveis superiores a R$ 25.661,70 ou tiveram rendimentos não tributáveis acima de R$ 40 mil. Também precisam entregar a declaração os contribuintes que tinham bens com valores superiores a R$ 300 mil em 31 de dezembro de 2013.

De acordo com as normas da Receita, o abatimento para quem escolher a declaração simplificada está limitado a R$ 15.197,02. Para as pessoas que optarem pela declaração completa, a dedução por dependente é de R$ 2.063,64 e, com gastos com educação, de R$ 3.230,46. Já os gastos com empregado doméstico poderão ser descontados em até R$ 1.078,08. Para as despesas médicas, não há limite para as deduções.

(Com informações da Agência Estado)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: