As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Residente no exterior

Bianca Pinto Lima

27 de abril de 2010 | 15h47

“Estou muito confusa com minha situação: moro nos EUA e tenho conta no Banco Itaú, no Brasil, então abri uma conta na Itautrade e faço minhas transações pela internet. Até agora só comprei ações da Petrobrás, Vale e Gafisa. Tenho elas por 2 anos. Como nunca vendi nenhuma ação que comprei, pensei que não precisava ter declarado, é isso mesmo? As companhias me pagam dividendos, depositam em minha conta no Itaú, mas descontam o imposto retido na fonte antes de colocar em minha conta. Também tenho uma conta de investimento DI no Itaú e o rendimento também é descontado. Eu teria que ter declarado mais alguma coisa?”

Cristiane

Resposta da consultoria IOB:

É necessário verificar o fato da incidência da tributação e da obrigatoriedade da declaração. Caso você esteja na condição de residente e domiciliada no exterior, não está obrigada a entregar a declaração de ajuste anual, mas deveria ter feito a declaração de saída definitiva do País. E vale destacar que os residentes e domiciliados no exterior não são isentos de imposto de renda no País, embora desobrigados da entrega da declaração de ajuste anual.

Tudo o que sabemos sobre:

Imposto de RendaResidente no exterior

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.