As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Saiba como declarar a compra e venda de veículos no IR

Informação deve ser inserida na ficha de bens; aquisição via leasing também deve constar na ficha de dívidas

Bianca Pinto Lima

16 de março de 2015 | 05h00

No caso de compra à vista, valor a ser informado é o custo de aquisição, sem depreciação

Para compras à vista, valor a ser informado é o custo de aquisição, sem depreciação

O carro, ou qualquer outro veículo automotor, é classificado como um bem móvel. A incorporação ao patrimônio – com pagamento à vista ou financiado – deve ser informada na ficha “Bens e Direitos”, indicando o código adequado (21, para veículo automotor terrestre).

Caso tenha sido adquirido em 2014, o campo “situação em 31/12/2013” fica em branco e no “situação em 31/12/2014” lança-se o valor de compra.

Para aquisições à vista, o montante a ser declarado ao longo dos anos é o custo histórico de aquisição, não incidindo nenhuma depreciação. Nas financiadas, deve-se informar a soma das parcelas já pagas (até 31/12/2014).

O valor da dívida assumida com o financiamento e outras informações da operação devem ser detalhadas no campo “discriminação”. Esse montante não deve ser informado na ficha “Dívidas e Ônus Reais”.

A exceção é no caso de leasing, em que o valor da dívida deve ser informado no campo “situação em 31/12/2014”, na ficha de dívidas e ônus.

Para operações de leasing realizadas em 2014, com opção de compra a ser exercida no final do contrato, utilize o código 96 da ficha de bens. No campo “discriminação”, informe os dados do bem, do contratante e o total dos pagamentos efetuados. Não preencha os campos “situação em 31/12/2013” e ”situação em 31/12/2014”.

Tudo o que sabemos sobre:

Imposto de Renda

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.