As novidades do iPhone 5

Até junho, a Apple deverá lançar um novo modelo de seu smartphone, o iPhone 5. Ele virá com recursos incríveis, embora a empresa se recuse a comentar o assunto. Nós também especulamos sobre o que podem ser esses "recursos incríveis".

Ethevaldo Siqueira

29 de janeiro de 2011 | 11h18

Como será o novo iPhone?  (foto Divulgação)

Novo superchip? Revolução do hardware? Super celular focado em mobile-payment? Inaugurando na Apple a tecnologia NFC (de Near-Field Communication), para ampliar o espectro de aplicações desse smartphone mágico?

As perguntas são numerosas e não param por aí: vão desde os chutes mais absurdos até informações realmente sérias e confiáveis, de bastidores. O problema é identificar uma ou outra.

Se você aguarda um novo iPhone, não se desespere que ele está chegando. Talvez antes de junho, teremos o iPhone 5 ou, talvez, o iPhone 5G, como já está sendo chamado por alguns especuladores. Aliás, especulação é o que não falta. Na última edição do Consumer Electronics Show (CES), em Las Vegas, ouvi dezenas de antecipações de meus colegas, jornalistas e blogueiros, cada um mais antenado do que o outro.

Para informar os milhões de apaixonados da tribo de usuários de produtos da Apple, existem até sites especializados em rumores sobre esses adorados dispositivos.

Uma das possibilidades é o uso da tecnologia NFC (de Near-Field Communications), aplicada ao comércio móvel (m-comm) ou mobile-payment. É bom lembrar que NFC é uma tecnologia de comunicação de curta distância, assim como o Bluetooth, de alta frequência (14 Gigahertz) que permite o intercâmbio de dados a distâncias de até 10 centímetros.

A tecnologia NFC é aplicada em: 1) sistemas de leitura de cartões de embarque aéreos ou bilhetes de transporte público, sem exigir contato direto do bilhete com a leitora, como já existem exemplos com bilhete embutido em celular; 2) pagamentos móveis, em que o dispositivo atua como um cartão de débito ou crédito; 3) no pôster inteligente, em que o celular é usado para ler etiquetas impressas em cartazes, com códigos do tipo RFID (identificação por radiofrequência); 4) documentos de identidade.

É bom lembrar que outros fabricantes, como Samsung, Research in Motion (RIM) e Nokia, já incorporaram a tecnologia NFC a alguns modelos avançados de seus smartphones.

Outro avanço possível do iPhone 5 será o acesso ultra-rápido à internet, como se fosse um telefone de quarta geração (4G), conforme seus concorrentes apresentados pela Verizon no CES 2011, no começo de janeiro, em Las Vegas.

A última informação com maior confiabilidade foi dada neste fim de semana pelo jornal Financial Times (FT), com base em fontes asiáticas ligadas aos fabricantes do iPhone contratados pela Apple. O FT cita também a opinião de um diretor da empresa de cartões de crédito Visa, Bill Gajda, que é responsável por inovações móveis, para quem é bem provável que a Apple incorpore a tecnologia NFC ao seu novo modelo de iPhone.

O jornal inglês diz que a tecnologia NFC será utilizada para viabilizar o comércio móvel. O artigo, que tem o título de “Tecnologia do acene e pague para o iPhone 5” (“Wave and pay” technology for the iPhone 5).

A Apple se recusou a comentar todas essas hipóteses de novidades do futuro iPhone.

Tudo o que sabemos sobre:

AppleiPhone 5m-commercem-paymentNFC

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.