Quando comprar uma TV-3D?

Não tenha pressa em comprar seu televisor 3D. Existem ainda alguns fatores decisivos para nos dar maior segurança nessa aquisição: menores preços, mais conteúdos e padronização tecnológica mundial.

Ethevaldo Siqueira

30 de março de 2010 | 00h15

Early-adopters são consumidores que querem ter tudo antes dos outros. Em algumas oportunidades, eu me comporto como um deles. Milhares desses apressadinhos fizeram longas filas 24 horas antes de as lojas de Tóquio abrirem, para serem os primeiros a comprar o Playstation-3, no dia 11 de novembro de 2006. O mesmo deverá ocorrer nos Estados Unidos no dia 3 de abril, diante das lojas da Apple, para o lançamento dos primeiros iPads. No Brasil, talvez só tenhamos  uma corrida desse tipo às lojas no segundo semestre .

Antes do iPad, no entanto, os early-adopters brasileiros deverão correr atrás dos televisores de imagens tridimensionais. Se você tem capacidade de dominar seus impulsos consumistas, meu conselho é esperar um pouco mais. A questão crucial não é apenas o preço do novo produto no lançamento – que é sempre mais alto, mas uma série de outros pré-requisitos.

Aqui vão alguns conselhos básicos para quem pensa em comprar um televisor 3D. Primeira advertência: é bom esperar que a variedade de modelos e a oferta de equipamentos seja muito maiores. Segundo conselho: a disponibilidade de conteúdo neste ano ainda será muito pequena, em especial no Brasil. Em terceiro lugar, faça um teste assistindo a filmes em 3D nos melhores cinemas e descubra se você não tem dor de cabeça ou algum tipo de dor no globo ocular. Cerca de 15% das pessoas apresentam esses sintomas.

Tudo o que sabemos sobre:

TV-3D

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.