Dar garantias ajuda a diminuir juros em empréstimos

fabiogallo

05 Setembro 2016 | 07h59

É possível obter empréstimo a juros menores do que os cobrados pelos bancos tradicionais? Sou empresário e tomei empréstimo pelo BB e pela Caixa, mas achei os juros abusivos.

Sim, principalmente se você estiver disposto a apresentar garantias como imóveis ou outros bens. Infelizmente, a situação em que vivemos está levando ao fechamento de negócios. As pesquisas indicam, contudo, que os erros na gestão das companhias são um dos mais importantes motivos de quebra de empresas, em especial as pequenas e microempresas. Financiar-se com custos altos é muito comum no Brasil e saber sair dessa situação é essencial. Primeiro, busque realizar um planejamento de caixa operacional para saber as suas reais necessidades de financiamento e qual a sua capacidade para cumprir os pagamentos. Na sequência, procure as instituições que você já têm financiamento e veja quais são as condições de repactuação da dívida com bens em garantia. Ao mesmo tempo, procure por alternativas no mercado, como as fintechs, que são instituições modernas e que oferecem linhas de crédito bem mais em conta. Apenas a título de comparação, o Banco Central aponta que o juro médio nos bancos para capital de giro estão ao redor de 46% ao ano, enquanto nas fintechs giram em torno de 27% ao ano. Antes de qualquer decisão, deve-se fazer muita conta e buscar ofertas efetivas.

Vi que a Bolsa e o Tesouro Direto estão com bom rendimento. Como escolher? Depende do dinheiro que tiver?

É sempre uma boa alternativa constituir uma carteira contendo renda fixa e variável. Assim, você obterá o retorno médio proporcionado pelo conjunto das aplicações e o risco será relativamente mais baixo. Infelizmente, se o dinheiro é pouco, o custo da diversificação pode não valer a pena. Por outro lado, a decisão de investir na Bolsa ou no Tesouro Direto não deve se basear só em quanto temos à disposição. Mas, sim, de propensão ao risco frente aos objetivos. Não é preciso muito para começar a investir. Nos em títulos públicos, por exemplo, dá pra começar com R$ 30. O importante é estabelecer o seu objetivo financeiro e qual o prazo para conquistá-lo. Uma dica: se você tiver pouca experiência é melhor começar em renda fixa e, assim, Tesouro Direto é uma boa aplicação. Investir em ações sempre requer um pouco mais de conhecimento. Uma boa maneira de começar é aplicando em fundo de ações e conhecer os riscos e habituar-se aos movimentos do mercado.

Mais conteúdo sobre:

finanças pessoais