Bastou parar de errar

Minha coluna de hoje, sexta-feira, 2/2/18, no Estadão. Com política econômica feijão com arroz, o Brasil saiu de uma das piores recessões da sua história e está se recuperando mais rápido e melhor do que o previsto. O risco, como sempre, é se acomodar - por exemplo, achar que já não é preciso fazer a reforma da Previdência.