Juros e poupança

Quando a queda de juros faz poupar.

Fernando Dantas

09 Dezembro 2016 | 18h02

A discussão sobre os efeitos das taxas de juros baixíssimas, ou mesmo negativas, que prevalecem na maior parte do mundo avançado ganhou uma nova contribuição com trabalho recente dos economistas Joshua Aizenman, Yin-Wong Cheung e Hiro Ito, que utiliza dados de 135 países no período que vai de 1995 a 2014.

O estudo analisa em quais condições, um ambiente de baixas taxas de juros pode ser contracionário, estimulando a poupança e desincentivando o consumo.

O motivo pelo qual taxas de juros muito reduzidas podem estimular a poupança é que o retorno dos investimentos se torna tão baixo que as pessoas poupam mais como única forma de aumentá-lo. Esse efeito acontece especialmente em sociedades em processo de envelhecimento, em que não existam (ou sejam muito reduzidos) o sistema previdenciário público  e o seguro-desemprego. Neste caso, a população amplia a poupança para garantir a aposentadoria ou se preparar para eventuais períodos de desemprego. Este fenômeno foi detectado, por exemplo, na China entre 1996 e 2009, quando a poupança das famílias subiu simultaneamente ao declínio nos retornos das aplicações.

Em termos da amostra total de países, os pesquisadores encontraram suporte para a visão de senso comum de taxas de juros mais altas estimulam a poupança. No caso de uma sub-amostra de países asiáticos, porém, o efeito foi apenas marginal. Eles detectaram evidência também de que o impacto da taxa real de juro sobre a poupança muda quando a taxa nominal de juros cai abaixo de certos níveis.

O trabalho mostra que uma alta volatilidade do produto, que torna o futuro mais incerto, é um fator que está ligado ao efeito negativo das taxas de juros sobre a poupança, isto é, o efeito que faz a poupança subir quando o juro cai. Os dois outros fatores que podem tornar negativa a relação entre juros e poupança são a razão de dependência de idosos e maiores níveis de desenvolvimento financeiro. (fernando.dantas@estadao.com)

Fernando Dantas é jornalista do Broadcast

Esta nota foi publicada pelo Broadcast em 5/11/16, segunda-feira.