Brisbane usa feriado para diminuir confusão e bares criam “balada do G-20”

Brisbane usa feriado para diminuir confusão e bares criam “balada do G-20”

Fernando Nakagawa / Twitter @fnakagawa

13 de novembro de 2014 | 08h08

BRISBANE, AUSTRÁLIA – Em uma solução que lembra a receita usada pelo Brasil na Copa do Mundo, a prefeitura da cidade de Brisbane, na Austrália, decretou feriado na próxima sexta-feira, 14 de novembro.  A decisão tenta diminuir a confusão gerada pela reunião das 20 maiores economias do mundo. Moradores da terceira maior cidade australiana chamam a data de feriado do G-20.

g20 obama
Rei da noite. Obama convida para a balada do G-20 / Reprodução

Nas ruas do bairro boêmio Fortitude Valley, cartazes lembram do fim de semana prolongado pelo feriado e convidam os moradores para a balada. Um conjunto de bares e restaurantes da Brunswick Street – uma das concentrações de atrações noturnas da cidade – usa o presidente Barack Obama e o primeiro-ministro australiano Tony Abbott para anunciar a “Festa do Feriado do G-20” na noite desta quinta. Os bares ficarão abertos até 5 da manhã de sexta.

Segundo a prefeitura, o dia de descanso tenta diminuir a chance de confusão no centro da região metropolitana que tem 2,2 milhões de pessoas e vai receber dezenas de chefes de Estado como Barack Obama, Xi Jinping e Angela Merkel para a reunião das 20 maiores economias do mundo.

As ruas no entorno do Centro de Convenções de Brisbane, no centro da cidade, já estão preparadas para a confusão. Barreiras metálicas e de acrílico com dois metros de altura foram instaladas em todo o entorno do grande edifício que abriga o evento. Hotéis que receberão presidentes têm o mesmo tratamento.

Tudo o que sabemos sobre:

AustráliaBarack ObamaG-20

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.