Desespero: lei não permite que pubs abram na estreia da Inglaterra na Copa

Fernando Nakagawa / Twitter @fnakagawa

04 de fevereiro de 2014 | 18h52

 

O primeiro chute foi para fora, mas ainda pode ser gol. Esse é um resumo dos preparativos dos pubs britânicos para a estreia da Inglaterra na Copa do Mundo. Pela lei, bares deverão estar fechados no horário em que a seleção nacional pisar na Arena Amazônia. Pubs tentam mudar a situação, mas o Ministério do Interior negou o pedido da Associação de Cervejarias e Pubs. Logo após a decisão, o primeiro-ministro David Cameron entrou em campo e pediu publicamente que sua equipe “reconsidere” o pedido.

PubREUTERS.jpg
Seca. Lei prevê pub fechado às 23h, hora de estreia da Inglaterra em Manaus / Reuters

Na Inglaterra, pubs seguem regras rígidas para vender bebidas alcoólicas. Para a maioria absoluta dos bares, cervejas e drinks só podem ser vendidos até 23h. Nessa hora, o sino toca e as luzes são acesas. É o governo mandando todo mundo para a rua.

A regra virou motivo de preocupação para os pubs. No sorteio da Copa, foi definido que a estreia dos ingleses será contra a Itália às 18h no horário de Manaus do dia 14 de junho. Fuso horário para cá, horário de verão para lá e os donos de bares chegaram à péssima notícia de que o jogo começará às 23h no horário inglês – exatamente a hora de fechar as portas. Uma tristeza para os donos dos 49 mil bares representados pela entidade.

CameronREUTERS.jpg
Cheers! Primeiro-ministro David Cameron pediu para equipe “reconsiderar” regra / Reuters

Diante do horário, a entidade pediu duas horas a mais com portas abertas no dia da estreia. O argumento da associação é que se trata de um evento de interesse nacional e que o funcionamento durante o jogo poderia gerar receita extra de £ 20 milhões em bebidas e comidas – cerca de R$ 80 milhões. Nada mal para uma economia que tenta sair da crise.

 

 

De olho na impopularidade da decisão, Cameron pediu para a equipe reconsiderar a decisão e deve permitir bares abertos. O governo deve usar trecho da mesma lei que também prevê que a regra pode “ser relaxada para marcar uma ocasião de significado excepcional”. No Jubileu de Diamante da Rainha Elizabeth em 2012 e no casamento do príncipe William com Kate Middleton em 2011, a regra dos pubs foi alterada e súditos tiveram horas a mais para beber e comemorar.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.