"be water"

Coluna Leandro Miranda: como se moldar à nova economia após a covid-19?

Assista aos melhores comerciais do intervalo do Super Bowl nos Estados Unidos

Fernando Scheller

03 de fevereiro de 2020 | 09h57

Em um mundo cada vez mais dominado pela fragmentada mídia digital, a oportunidade de atingir um grande número de consumidores de uma vez só é uma oportunidade de ouro para as marcas. A transmissão do Super Bowl, principal evento da temporada de futebol americano, vira palco de uma disputa pela atenção do cliente – e é uma chance para agências e empresas exercitarem o melhor lado de sua criatividade.

Neste ano, as marcas apostaram fortemente em grandes estrelas, como Jennifer Lopez, Jason Momoa, Bryan Cranston, Taraji P. Henson, Martin Scorsese, Jonah Hill, Ellen DeGeneres, Molly Ringwald, Chris Evans e Bill Murray, entre muitos outros. É um investimento alto: neste ano, cada intervalo de 30 segundos custou cerca de US$ 5,6 milhões.

Veja os melhores resultados:

  1. Bill Murray revive ‘Feitiço do Tempo’ para a Jeep:
  2. Jennifer Lopez para a Hard Rock International:
  3. Uma paródia de ‘O Iluminado’ com Bryan Cranston (‘Breaking Bad’) para o refrigerante Mountain Dew:
  4. Molly Ringwald e o ‘Shoptime para abacates’:
  5. Chris Evans e grande elenco para a Hyundai:
  6. Martin Scorsese e Jonah Hill para Coca-Cola:
  7. Ellen DeGeneres e a esposa Portia DeRossi para Amazon:
  8. Jason Momoa para a Rocket Mortgage:
  9. Taraji P. Henson (‘Estrelas além do tempo’) volta ao espaço para a marca Olay:
  10. Sam Elliott vira cowboy (de novo) para Doritos:

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.