Gigantes da tecnologia reforçam presença nos debates de Cannes Lions 2019

Gigantes da tecnologia reforçam presença nos debates de Cannes Lions 2019

Fernando Scheller

17 de junho de 2019 | 02h45

Após passar por uma reformulação em 2018, com a redução da duração de oito para cinco dias, o Cannes Lions – Festival Internacional de Criatividade começa sua nova edição com o objetivo de consolidar o formato, que dividiu conteúdos e premiações em linhas temáticas. Em 2019, essa nova fase do evento terá o apoio das empresas de tecnologia, que terão presença relevante em Cannes.

Entre palestras e seminários, estarão representadas gigantes consolidadas – como Google, Apple e Facebook –, “emergentes” (como o app chinês TikTok) e até empresas em ciclo de reinvenção (como o Snapchat).

Cannes Lions: maior evento global dedicado à criatividade para marcas (Soraya Ursine/Estadão)

“Não há dúvida de que a tecnologia e os meios digitais transformaram a indústria da comunicação em todo o mundo. Desta forma, as empresas de tecnologia deverão ter uma presença mais forte no festival”, disse o presidente de Cannes Lions, Philip Thomas. O Estadão é representante oficial do evento no País.

O executivo destacou que a nova configuração do festival – que inclui também uma maior presença de empresas de entretenimento e de companhias de mídia – foi resultado de uma consulta que envolveu 900 líderes da indústria da comunicação. “Teremos mais de cem marcas nos palcos de Cannes este ano – é a edição mais diversa da história”, disse Thomas.

Criação hi-tech. A ampliação da presença das empresas de tecnologia em Cannes é evidenciada pela escolha do Anunciante do Ano, a Apple. É a segunda edição seguida em que uma gigante a tecnologia recebe o prêmio, dedicado a empresas que fazem uma comunicação que quebra paradigmas – em 2018, a posição foi do Google.

Nos cinco anos anteriores, só outra marca de tecnologia havia sido eleita Anunciante do Ano, a coreana Samsung. Desde 2013, o prêmio foi concedido também a negócios tradicionais como Coca-Cola, McDonald’s, Heineken e Burger King.

Além da presença das gigantes, que vão falar de seus produtos e estratégias comerciais, Cannes também será palco de diversas palestras que debatem o papel da tecnologia na construção do marketing.

O Estadão pediu a líderes de agências de publicidade no País para recomendarem palestras que ocorrerão durante esta semana (leia mais abaixo). Entre as sugestões, Luiz Sanches, presidente da AlmapBBDO, escolheu painel sobre o uso da inteligência artificial não apenas na distribuição de conteúdo conforme o gosto de cada cliente, mas também na criação da peça.

Dentro do mesmo raciocínio, a J. Walter Thompson vai promover uma palestra em que mostra que a tecnologia exigirá novas habilidades dos profissionais de mídia e marketing.

O diretor global de criação da JWT, Bas Korsten, um dos criadores da campanha The Next Rembrandt – que criou um quadro no estilo do pintor holandês por computador –, apresentará um programa para criar “supercriativos”. A receita, desenvolvida em parceria com a empresa de neurociência Alpha. One, inclui ainda intervenções na dieta e nos hábitos de saúde de quem pensa a publicidade.

Mas Cannes Lions também terá espaço para as distorções da tecnologia. Em sessão do jornal britânico Financial Times, Alexander Nix, fundador da consultoria Cambridge Analytica – fechada após captar ilegalmente dados de milhões de pessoas no Facebook e pivô de uma das maiores crises da rede de Mark Zuckerberg – tentará defender-se das acusações.

As técnicas de disseminação de informação da consultoria – usadas na campanha que resultou na saída Reino Unido da União Europeia – também teriam influenciado a eleição de Donald Trump, nos EUA

Veja dicas de palestras de três presidentes de agências brasileiras: 

Histórias humanas. O copresidente da agência Africa, Sérgio Gordilho, indica a palestra do diretor Alfonso Cuarón (“Roma”) sobre como as marcas podem criar conexões emocionais com os consumidores. O evento será amanhã, às 11h (horário de Cannes)

Memória afetiva. O copresidente da F.biz, Fernand Alpen, bebe na fonte da nostalgia e destaca a palestra do músico francês Jean-Michel Jarre, em um evento paralelo com patrocínio do HSBC, na quinta-feira, às 15h30. “Era louco por ele quando era adolescente”, lembra.

Inteligência artificial. A recomendação do presidente da AlmapBBDO, Luiz Sanches, é a palestra da Overbrook Entertainment, que fala sobre como a inteligência artificial deverá ir além do filtro de conteúdo para contribuir na elaboração de peças. Sexta-feira, às 12h.

Tendências: