L’Oréal explica fórmulas de cosméticos para clientes em site em português

L’Oréal explica fórmulas de cosméticos para clientes em site em português

Fernando Scheller

02 de março de 2021 | 20h33

Um projeto global de transparência da gigante de cosméticos francesa L’Oréal, que tem o Brasil entre seus principais mercados, está desembarcando por aqui. A partir desta semana, consumidores brasileiros poderão saber detalhes de uma série de fórmulas da marca em um site, chamado “Por dentro dos nossos produtos”, que explicará a formulação de boa parte dos produtos da empresa.

Salão de beleza em centro de desenvolvimento da L’Oréal, no Rio (Foto: Wilton Júnior/Estadão)

“A ideia é a gente se posicionar como referência em transparência na indústria da beleza, com informações relevantes e de linguagem acessível”, diz Cristina Garcia, diretora científica da L’Oréal Brasil. “Além disso, o site trará vídeos com nossos pesquisadores explicando como as formulações são feitas e testadas.”

Como a quantidade de princípios ativos da L’Oréal é muito grande – são cerca de 3 mil, ao todo –, Cristina explica que os temas que aparecem no site foram escolhidos a partir das principais dúvidas coletadas em outros mercados e também nos serviços de atendimento ao cliente e das redes sociais da marca no País. Hoje, as explicações sobre as matérias-primas da gigante francesa já estão disponíveis em oito idiomas.

A L’Oréal mantém um centro de pesquisa e desenvolvimento de produtos no Rio de Janeiro. A empresa recebe periodicamente clientes em sua sede, que conta com salões de beleza e banheiros equipados para mostrar como as consumidoras utilizam cada produto. Essas experiências também servirão para alimentar o site ao longo do tempo, à medida que dúvidas surgirem sobre novos desenvolvimentos da companhia.

Glossário. O site já estreia com um glossário de cerca de 300 ingredientes – incluindo, por exemplo, ácido hialurônico, usado em tratamentos para a pele. A empresa também criou uma seção de perguntas e respostas, na qual a clientela poderá, por exemplo, saber quais cosméticos que podem e não podem ser usados em gestantes e recém-nascidos, por exemplo.

A executiva da L’Oréal diz que o movimento de transparência é parte também da iniciativa de sustentabilidade da multinacional. “Temos um trabalho de busca de matérias-primas renováveis e de fontes sustentáveis, com uma série de regras para que novas fórmulas não tenham um efeito negativo para o meio ambiente.”

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.