O que esperar de Cannes Lions 2019, por Philip Thomas

O que esperar de Cannes Lions 2019, por Philip Thomas

Fernando Scheller

17 de junho de 2019 | 03h10

O presidente do conselho do Cannes Lions – Festival Internacional de Criatividade, Philip Thomas, falou ao Estadão sobre o momento de consolidação do evento e sobre as mudanças implementadas no ano passado. Leia os principais trechos:

Quais benefícios as mudanças implementadas em 2018 trouxeram para o Cannes Lions?

Fizemos mudanças significativas em 2018, e o ‘feedback’ da indústria criativa foi muito positivo. Reduzimos o festival de oito para cinco dias e organizamos os prêmios e conteúdos em nove linhas temáticas. O festival está mais fácil de se navegar, e isso garante que podemos servir a indústria e garantir que nossa comunidade tenha inspiração, aprendizado e faça conexões para ampliar os resultados de negócio. O ano de 2019 é de consolidação. Consultamos 900 líderes da indústria da comunicação para elaborar o programa de palestras. E também temos a Cannes Lions School, um programa de desenvolvimento, para que o festival seja relevante para quem está começando e também para os CMOs (diretores e vice-presidentes de marketing).

Neste ano, a Apple é o Anunciante do Ano. No ano passado, foi o Google. As empresas de tecnologia estão ganhando espaço no festival?

Não há dúvida de que a tecnologia e os meios digitais transformaram a nossa indústria e também o mundo. Desta forma, as empresas de tecnologia agora têm uma presença mais forte no festival. Mas o ponto principal é que a comunidade de Cannes Lions está mais diversa do que nunca. Além das empresas de tecnologia, nós também ampliamos a presença de companhias de entretenimento e de mídia. Mais de cem marcas vão subir ao palco dos festivais de Cannes Lions neste ano. É um recorde.

Essa presença mais forte das empresas de tecnologia pode ser uma forma de Cannes Lions discutir mais assuntos relevantes, como o uso de dados?

Queremos que o festival seja uma plataforma que debate os principais tópicos da indústria da comunicação na forma de um fórum aberto. O uso dos dados para decisões de marketing é uma parte integral do trabalho atualmente. Dentro dos prêmios, especificamente, a categoria Creative Data Lions celebra os trabalhas que usam os dados como a base de uma ideia. E teremos muitas empresas falando desse assunto nas palestras, com sessões de Withinlink, EY, Wunderman e do Financial Times sobre o assunto.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.