Cidades digitais receberão R$ 40 mi

Daym Sousa

31 de agosto de 2012 | 18h00

Governo vai investir R$ 40 mi para digitalizar 80 cidades brasileiras

Anna Carolina Rodrigues e Talita Fernandes

Em Piraí, no Rio de Janeiro, oferta de internet ajudou a superar desemprego (FOTO DIVULGAÇÃO)

Ao oferecer internet gratuita para toda população da cidade, em 2004, a prefeitura de Piraí – localizada a 80 quilômetros do Rio de Janeiro – conseguiu reverter o impacto econômico causado pela privatização da Light, que resultou na demissão de 1.200 pessoas em 1997. O exemplo de Piraí deve ser replicado em 80 municípios de todas as regiões do País por meio do programa Cidades Digitais, criado pela Secretaria de Inclusão Digital do Ministério das Comunicações.
Em fase piloto, o projeto terá investimento de R$ 40 milhões que serão usados na conexão de órgãos públicos, capacitação de servidores no uso de softwares e implantação de aplicativos de gestão para os setores tributário, financeiro, de saúde e educação. Além disso, será oferecido acesso livre à internet em locais públicos. Entre os municípios participantes da primeira etapa do programa, 60% deles estão nas regiões norte e nordeste, onde apenas 22% e 21% das casas possui acesso à internet, respectivamente.

No caso de Piraí, além do acesso gratuito à internet em escolas, telecentros e locais públicos, a cidade se beneficiou da integração de sistemas públicos de saúde e educação. A digitalização atraiu empresas como Ambev e grupo InBrands – dona de marcas como Richards, Ellus e Salinas – para o município. Além disso, a arrecadação de impostos da prefeitura saltou de R$ 71,6 milhões para R$ 130,2 milhões, um aumento de 81,8% entre 2005 e 2011. O projeto da cidade digital foi tão bem-sucedido que chegou até as páginas da revista semanal americana Newsweek.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.