Força de Expressão

Estadão

27 de julho de 2011 | 17h13

“No longo prazo o real deve continuar forte ante o dólar por dois motivos: um deles é que os juros no Brasil são elevados e o outro é que o dólar passa por movimento de enfraquecimento global que não deve ser resolvido logo.”

Kenneth Landon, estrategista sênior de moedas do JP Morgan em Nova York, sobre as medidas cambiais anunciadas nesta quarta-feira pelo governo.

27 de julho de 2011

Leia mais aqui

Tudo o que sabemos sobre:

dólar; câmbio; Fazenda; guerra cambial

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.