Força de Expressão

Yolanda Fordelone

29 de julho de 2011 | 12h38

“Se nós tivermos um default (calote) da dívida, isso não será somente uma calamidade financeira, mas um constrangimento para cada americano.”

Robert Zoellick, presidente do Banco Mundial, sobre a possibilidade de não haver um acordo entre democratas e republicanos sobre a ampliação do teto da dívida dos EUA.

29 de julho de 2011

Leia mais aqui

Tudo o que sabemos sobre:

Banco Mundialcalotedívida

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.