Força de Expressão

Estadão

29 de novembro de 2011 | 17h27

“Essa foi uma decisão difícil, mas é o caminho certo e necessário que nós temos de adotar – e adotar agora – para nos tornarmos uma companhia aérea mais eficiente, financeiramente forte e competitiva.”

Thomas Horton, novo chairman da American Airlines, fala sobre o pedido de concordata da companhia aérea.

29 de novembro de 2011

Leia mais aqui

Tudo o que sabemos sobre:

American Airlines; concordata

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.