Força de Expressão

Estadão

02 de julho de 2012 | 16h27

“Quando recebi o convite, perguntei o que a família e os controladores esperavam do negócio. E a resposta foi simples: acelerar ainda mais a história de um negócio de sucesso que pertence à família. Não há nenhuma intenção de venda.”

Paulo Kakinoff, novo presidente da Gol Linhas Aéreas, em sua primeira entrevista após assumir o cargo.

2 de julho de 2012

Veja também:

Maior parte da reestruturação da Gol já foi feita, diz novo presidente

Tudo o que sabemos sobre:

gol linhas aéreaspaulo kakinoff

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.