Força de Expressão

Estadão

28 de maio de 2010 | 14h52

“A política fiscal de Barack Obama tem sido descrita como ‘acelerar agora, frear depois’: aumento do déficit em curto prazo […], seguido por uma mudança para reduzir o crescimento da dívida. A mudança, no entanto, permanece uma abstração futura.”

The Economist, em nova edição, a revista britânica, conclui que os governos deixaram de ser solução da crise e transformaram-se em problemas.

28 de maio de 2010

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.