Força de Expressão

Estadão

29 de julho de 2010 | 10h59


“Para o Copom, são decrescentes os riscos para a consolidação de um cenário inflacionário benigno e se circunscrevem ao âmbito interno, por exemplo, os derivados da expansão da demanda doméstica, em contexto de virtual esgotamento da margem de ociosidade”

Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central explica em ata da última reunião do colegiado, no dia 21 de julho, uma das razões que levaram o conselho a reduzir o ritmo de aumento da taxa Selic para 0,50 ponto porcentual.

29 de julho de 2010

Leia a íntegra da ata aqui

Tudo o que sabemos sobre:

Banco Central; Copom; juro; inflação

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.