Força de Expressão

Bianca Pinto Lima

18 de agosto de 2010 | 10h15

“Mantemos a percepção de que a volatilidade (nas ações da Petrobrás) será mantida até que fatos importantes e ainda pendentes sobre a capitalização sejam definidos”

Mônica Araújo, analista de petróleo da corretora Ativa, no relatório no qual comenta o lucro de R$ 8,2 bilhões da estatal no primeiro trimestre. As incertezas sobre a capitalização levaram o bilionário americano George Soros a se desfazer de todas as suas ações da empresa brasileira

18 de agosto de 2010

Leia aqui a íntegra da notícia sobre George Soros e as ações da Petrobrás

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.