Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Buffett, o bilionário, aposta no nosso erro

José Paulo Kupfer

08 de fevereiro de 2008 | 16h28

Tem gente que vê risco na crise e tem gente que vê oportunidade. O lendário bilionário Warren Buffett está vendo oportunidades. Ele disse, numa palestra em Toronto, no dia 6 de fevereiro, que não acredita que um aperto de crédito esteja a caminho e que há diversos fundos disponíveis a bons preços.

Buffett, a segunda maior fortuna individual do mundo, alguma coisa como US$ 60 bilhões, garante que, se não houver mudanças no cenário, o dólar vai se desvalorizar pelos próximos cinco a dez anos. O outro lado da sua aposta na queda do dólar é uma moeda de um país de economia emergente.

Uma chance só para adivinhar qual é. Exatamente. O brasileiríssimo real.

Aos 77 anos, o bilionário tem uma legião de seguidores e é um herói para milhões de pequenos investidores. Buffett fez fortuna investindo em ações e outros ativos financeiros, de acordo com uma ótica menos especulativa e mais estrutural.

A aposta no real, que ele vem fazendo há cerca de um ano, é simples. A presunção é que o dólar continuará caindo e o real continuará se valorizando, em relação ao dólar. No ano passado, o real se valorizou uns 20% frente ao dólar.

Em português claro, isso significa que a aposta do bilionário é no erro da nossa política monetária.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: