Como dividir perdas e ganhos?

José Paulo Kupfer

22 de outubro de 2010 | 22h34

A proposta de Timothy Geithner, secretário do Tesouro americano, para rearrumar a economia mundial, retirando o foco principal do câmbio e transferindo-o para a economia real, dos déficits e superávits em contas correntes, está em  discussão na reunião preparatória da cúpula do G-20, em 12 de novembro.

Na conversa com a colega Letícia Bragaglia, na TV Estadão, nesta sexta-feira, a ideia é passada em revista. Minha conclusão é que, sendo otimista, é quase impossível que se chegue a um consenso nas próximas três semanas. A divisão de perdas e ganhos teria de ser de tal dimensão que dificulta deixar o ceticismo de lado.

Aqui está o vídeo.

Tudo o que sabemos sobre:

G-20guerra cambialTimothy Geithner

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.