Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Geraldo Mayrink

José Paulo Kupfer

28 de agosto de 2009 | 10h07

O jornalista Geraldo Mayrink, 67, morreu nesta quinta-feira, 27 de agosto. Poucos saberão quem foi, inclusive nas jovens redações de hoje. Mas os que tiveram a sorte de conviver com ele não terão nenhuma dúvida em concluir que receberam fantásticas aulas de inteligência e amizade de um professor genial que não deu aulas.   

Sempre achei que o Geraldo, meu amigo de muitos e muitos anos e de muitas e muitas redações, com seu jeito manso só na aparência e o estilo irônico, nos textos e nas avaliações de si mesmo, pedia licença para estar na vida. Assim, sem estardalhaço, deixou marcas profundas e, para mim, aprendiz do jornalismo e das palavras, uma pergunta sem resposta: como alguém podia escrever tão bem – e tão rápido?

É uma estranha sensação a de saber que ninguém conseguirá escrever sobre o Geraldo como ele escrevia sobre os outros.

* * *

Peço desculpas por um registro tão pessoal e incompleto. Sobre Geraldo Mayrink o Google tem as informações básicas, indicações sobre os livros que escreveu e alguns dos seus textos jornalísticos mais famosos – todos altamente recomendáveis.
 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.