Jabuticaba explosiva

José Paulo Kupfer

27 de abril de 2016 | 16h48

As repercussões de uma eventual mudança na fórmula de cálculo dos juros pagos pelos estados por suas dívidas com a União são gravíssimas — e não só pelo rombo avassalador nas contas públicas, estimado em até R$ 400 bilhões. A mudança do cálculo por juros compostos, como são calculados todas as dívidas em todo os cantos do mundo, por juros simples tem o potencial de desestabilizar todo o sistema de financiamento, inclusive no setor privado. U&ma jabuticaba explosiva.

Neste artigo, publicado no O GLOBO em 15 de abril, eu procuro explicar o problema com mais detalhes. Confira

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.