carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Um alerta para a bolha verde e amarela

José Paulo Kupfer

22 de agosto de 2008 | 23h53

Fernando Blanco, o autor do texto que publico abaixo, na categoria convidados, preside a subsidiária brasileira da seguradora de créditos comericais francesa Coface, A Coface é um gigante que fatura 1,5 ilhão de euros por ano e tem como clientes quase metade das 500 maiores empresas globais.

Com 46 anos, dos quais 25 anos como profissional do mercado financeiro, Fernando Blanco trabalhou em diversos bancos, todos estrangeiros, como o ABN Amro, Bankers Trust, ING, Barclays e Bank of America. Mantém um blog (http://blogdocredito.wordpress.com) no qual comenta as questões econômicas e financeiras de um ângulo bastante original, a partir de sua experiência profissional e pessoal no mercado.

No artigo que publicamos, Fernando Blanco chama a atenção para os riscos da bolha de crédito em formação no Brasil. A conclusão do texto resume o seu ponto: “Os EUA foram pegos no exame antidoping nas ‘Olimpíadas Econômicas’”, escreve Blanco. “E se lá a situação é dramática por ser sistêmica, aqui o doping creditício também fará estrago, só que num grupo mais segmentado, majoritariamente formado por neo-endividados.”

Para Blanco, a dúvida é quando isso acontecerá – e não se acontecerá 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: