2019 não espere nada dele

2019 não espere nada dele

Claudia Miranda Gonçalves

23 de dezembro de 2018 | 20h02

Nesta época do ano leio toneladas de previsões – tanto as otimistas quanto as pessimistas – e vai se armando dentro de mim uma tempestade. Sinto-me afogada nas previsões, sinto-me quase impotente. O que euzinha aqui posso fazer? A imagem que me vem é de alguém na praia, dentro do mar, diante de uma onda gigante.

Imagine que 2019 é essa onda gigante; sei que virá; vejo chegando, mas não há nada que eu possa fazer para MUDAR A ONDA. Posso até me tornar especialista na onda e focar nela. Esperar qualquer coisa de 2019 seria exatamente isso – achar que posso adaptar a realidade às minhas expectativas.

Eu já mudei meu foco para a minha relação com a onda. Agora olho para mim. Me preparo. Mas me entrego à onda para fluir com ela. Assim espero que seja meu encontro com 2019. Que o seu encontro com 2019 seja também fluido!

 

Boas Festas e Feliz 2019