A CASA NÃO É O MEU LIMITE

A CASA NÃO É O MEU LIMITE

Claudia Miranda Gonçalves

19 Junho 2018 | 09h38

A CASA NÃO É O MEU LIMITE

Por Flávia Ferrari

Sou de uma cidade pequena do interior de São Paulo e durante a minha infância tinha como sonho a chegada de um aeroporto internacional em Americana. Para quê? A lógica do meu desejo vinha completa na resposta: “Para que eu possa conhecer o mundo.” O desejo infantil tornou-se a história que conto em minhas palestras sobre o empreendedorismo: como o aeroporto nunca chegou, quem saiu da cidade aos 17 anos para conhecer o mundo literalmente, fui eu.

Os limites geográficos se faziam presentes em um mundo menos conectado do que o atual, mas nunca foram barreiras impeditivas e sim limites a serem transpostos com maior ou menor dificuldade. E por mais banda larga disponível que exista na nossa época atual, uma das perguntas com as quais mais eu me deparo é: É POSSÍVEL MESMO TER UM NEGÓCIO DENTRO DE CASA?

Que eu respondo com um largo sorriso nos lábios: Sim.

Embasada pela realidade de ter criado uma empresa que conversa com mais de meio milhão de pessoas por meio das minhas redes sociais, emprega direta ou indiretamente mais de 10 profissionais de formação variada e é gerenciada do meu home office, que se encontra fisicamente à saída da porta do meu quarto. E aí chegamos ao primeiro ponto claro do objetivo destas linhas que divido com vocês hoje: identificar quais as competências e os passos necessários para ter uma empresa em casa. Vamos a eles?

5 passos para ter uma empresa dentro de casa

Identificar seu propósito: o meu propósito é comunicar. Começou por escrito, na internet, por meio do blog. Depois desenvolveu-se em vídeo, majoritariamente no meu canal do YouTube em programas de TV, em livro licenciado, em palestras. Com o propósito definido, responda à seguinte pergunta: ele cabe dentro da minha casa?

Ser constante e consistente: não é porque você está em casa que tem a postura de tratar o seu negócio como hobby e trabalhar nele somente “quando dá”. Negócios são negócios independente de suas localizações geográficas. É necessário fazer acontecer sempre e, em alguns casos, com maior força do que um negócio localizado fora de casa.

Missão, visão e valores: sim, e como não? Não é porque estamos falando de um negócio “doméstico” que ele é amador. A missão, a visão e os valores da empresa são os maiores guias de qualquer empresa e eles devem existir desde o início. Os meus foram formalizados e escritos de uma forma colaborativa durante um processo de Dragon Dreaming liderado pela Claudia Gonçalves da Ikigai. Mas esta passagem vale uma postagem única e detalhada em breve.

Disciplina: para mim, o ponto mais do que fundamental. Com uma empresa dentro da sua própria casa há de se ter mais disciplina do que nunca. Disciplina para saber as necessidades da empresa, para balancear a vida doméstica com a vida empresarial — que eu, confesso, muitas vezes desbalanceei pendendo muito mais para a empresária — e disciplina compartilhada com todos que moram na casa/empresa. Um exemplo clássico é o que tenho com os meus filhos, que sabem desde sempre que quando as portas do escritório estão fechadas é porque estou em alguma reunião ou ligação que eles não podem interromper de modo algum. O combinado não é caro.

Clareza das necessidades: o que o negócio demanda? Muitas reuniões presenciais? Visitas a clientes? Estoque de produtos? Ótima conexão em banda larga? Essa dinâmica de necessidades da empresa irá determinar o encaixe ao ambiente doméstico, mostrando se ela ficará restrita a um único lugar que abrigue tudo ou se haverá a necessidade de complementar o espaço físico com o co-working, um local para estoque ou mesmo várias reuniões em cafés ou espaços com wi-fi (essa é a minha opção mais usada)

Ao infinito e além, porque o limite físico da casa não é o limite das suas ideias e potencialidades!

 

Flavia Ferrari

Flávia Ferrari é empreendedora há mais de 10 anos, formada em Engenharia Civil pela Unicamp, com pós-graduação em Marketing pela ESPM e MBA em empreendedorismo pela SDA Bocconi (Milão/Itália). Atuou com desenvolvimento de produtos do Grupo Abril e já desenvolveu ações de influência com marcas como Unilever, Electrolux, BASF/Suvinil, 3M entre outras. Atualmente, comanda o A Dica do Dia, projeto que conta com canal no Youtube, livro, site, entre outras inciativas, além de ministrar palestras de empreendedorismo.