A forma importa

A forma importa

Claudia Miranda Gonçalves

19 de fevereiro de 2019 | 10h00

Texto por Flavia Ferrari

 

Muitas vezes nós empreendedores temos uma super ideia para colocar em prática, um super projeto, produto ou até mesmo serviço, mas que infelizmente não damos o devido valor quando o assunto é a forma.

Quando eu falo forma quero dizer estética, aparência, visual. Observo que a maioria dos empreendedores, principalmente de quem está começando, trata essa parte como algo de menor importância. E acontece de ter muito conteúdo bom, porém trabalhado e veiculado de uma maneira muito aquém da que ele merecia.

A forma, apresentação, adequação aos meios, são muito importantes para qualquer conteúdo, qualquer empreendimento. Imagine por exemplo que você tem um site de receitas e que nele você ensina como fazer doces. Se o conteúdo for bom, mas o vídeo não estiver bom (pouca luz, som ruim, mal editado) e se o texto não estiver legível (fonte ruim, cor que causa desconforto na hora da leitura) certamente seu site não será bem quisto.

Precisamos ter o equilíbrio:

Se o conteúdo é bom, ele precisa ter uma forma palatável para chegar ao público-final. Se for simplesmente bonito e sem conteúdo, isso não irá para frente. O ideal é unir o que é bonito (forma) com algo palatável (bom conteúdo).

E por mais que hoje seja diferente, algo ainda não mudou: a primeira coisa que uma pessoa faz ao entrar em contato com uma marca é analisar a forma: se é fácil de usar/mexer, se tem acessibilidade, é legível, bonito, harmonioso. Então, antes de lançar um novo produto ou mostrar seu serviço, analise e peça opinião. Ele é vendável? Eu compraria de mim mesmo? Se sim, continue seu trabalho. Se não, pare, repense e mude de estratégia. Com certeza isso te ajudará muito.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.