A Revolução do Coração

A Revolução do Coração

Claudia Miranda Gonçalves

03 de agosto de 2021 | 10h30

Por Andréa Nery

Nos últimos meses participei de dois projetos incríveis realizados no Ulab-2x (i) .

Ainda que de natureza diferentes, um projeto envolve uma Healthtech (ii) e outro um hub de comunidades (iii) , em ambos exploramos transformações significativas no ecossistema para valorizar a conexão com a essência de cada um e mudar a forma de nos relacionar com a abundância da vida.

Gostaria de compartilhar alguns aprendizados chave que acredito podem ser muito valiosos para condução dos negócios em cenários de grande complexidade.

O primeiro trata de reconhecer e valorizar um conhecimento interno que temos como indivíduos e como equipes diante das decisões que precisam ser tomadas.

Em um destes projetos tínhamos um objetivo claro de lançamento com métricas concretas e bem definidas, mas apesar do esforço e empenho identificamos que enfrentávamos dificuldades.

Nas reuniões com foco direcionado às métricas, apesar de importante, notamos que estávamos perdendo informação relevante para alcançar o objetivo maior, pois não estávamos atentos às percepções geradas neste sistema vivo.

A “virada” aconteceu quando nos conectamos com a linguagem do corpo e atuamos em um processo coletivo usando ferramentas do Ulab-2x: identificamos o menor esforço que promoveria a maior mudança para aceleramos a transformação e ampliar o alcance dos impactos desejados.

O segundo é a mudança radical na forma de lidar com o senso de urgência, indo contra qualquer expectativa, aprendemos que desacelerar e ouvir conscientemente o que chega modifica a qualidade da tomada de decisão.

Como em um laboratório, esta descoberta foi resultado de tentativas e erros, é bastante difícil mudar um padrão de comportamento, e por vezes para acelerar apoiamos decisões e ações individuais que se mostraram incompletas com o tempo.

Exercitamos a pausa consciente para “escutar” o coração e perceber o impacto nos diferentes participantes e os pontos de vista do mesmo problema, e este foi o caminho que nos proporcionou reuniões altamente assertivas e de soluções mais inclusivas, integrais e sustentáveis.

Finalmente, vivenciamos como a coerência cardíaca e as técnicas de ressonância coletiva promovem muito mais clareza, ajudam a superar tensões, desafios e enfrentar com mais confiança o desconhecido.

Não foram poucos os momentos de tensão nestes dois projetos, o desejo de realizar transformações integrando aspectos financeiros, de saúde, e sócio ambientais passa por aceitar as incertezas, e viver as ambiguidades enfrentando as mais diversas tensões internas e externas.

E foi ampliando nosso trabalho de presença e senso de propósito que fomos capazes de enfrentar estes desafios.

Estou segura que esta não é uma situação pontual nos projetos que trabalhei e que cada um hoje está de alguma maneira vivenciando um desafio similar em sua vida.

Não nos serve mais uma visão exclusivamente mecanicista, como organismos vivos temos que tecer nossas redes alinhando nossas ações ao coração, sentir o pulsar do coletivo para oferecer nosso melhor, atuando na nossa essência e ampliando a visão do ecossistema de impacto, temos que cria experiências onde evoluímos não só como indivíduos, mas como grupo aprendendo uns com os outros e estando presentes com nossa autenticidade.

Em comum, estas experiências representam a Revolução do Coração, este órgão vital que envia mais informações ao cérebro do que recebe, que quando em coerência pode influenciar e mudar a qualidade do entorno e que tem a sabedoria que precisamos para cultivar o futuro.

Saí transformada destes projetos, navegando em direção ao futuro de forma autentica e mais presente através da percepção do coração e do pulsar coletivo que trazem clareza para onde direciono minha energia e atenção.

Por isso, meu convite mais sincero é que se abram para viver esta revolução tão necessária para os nossos tempos levando para seus negócios sementes que abrem caminhos para profundas transformações sociais e organizacionais.

_____________________________________

(i) O Ulab-2x é um acelerador de sistemas de transformação idealizado pelo Presencing Institute e conduzido por Otto Scharmer e sua equipe com base na Teoria U.

(ii) Projeto Be Heart – Core Team: Roberta Moreira Lima, Juliana Sé, Carolina Yuassa, Paulo Krenac, Andréa Nery

(iii) Projeto Muda Mundo Já – Core Team: Patrícia Sogayar, Geisa Paganini, Cris Bernardo, Dirk Bräuninger, Karen Abe, Andréa Nery

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.