As vantagens de se trabalhar descentralizado

Claudia Miranda Gonçalves

15 de março de 2019 | 10h00

Texto por Flávia Ferrari

 

Há quem diga que trabalhar fora do “escritório” é ruim ou simplesmente impossível porque a produtividade vai cair. Acontece que hoje, muitos trabalhos podem ser executados usando apenas um notebook e uma internet com conexão razoável.

 

Quem me segue nas redes sociais sabe que minha rotina de trabalho está totalmente ligada com a minha vida dentro de casa, tenho uma sala especial que transformei em escritório. Isso me deu possibilidades de estar mais perto da minha família, de almoçar tranquilamente sem precisar me deslocar correndo para algum restaurante em um curto espaço de tempo e principalmente de evitar de ficar horas e horas no trânsito.

 

Minha qualidade de vida mudou. Isso não quer dizer que eu trabalhe de pijama ou que eu trabalhe menos. Muito pelo contrário. Assim que meus filhos vão para escola meu trabalho já começa e muitas vezes paro apenas no começo da noite.

 

O que quero dizer é que existe sim a possibilidade de isso dar certo. Hoje tenho uma equipe de mais de dez pessoas e todas elas trabalham remotamente. Não tem problema se trabalham fora do horário comercial, se estão em casa ou em um coworking. A regra é simples para isso dar certo: precisa ter disciplina, comprometimento e cuidar dos prazos e agendas combinados.

 

Com uma equipe descentralizada, é importante ter as metas claras: não precisamos cobrar horários nem presença, mas precisamos ter controle de que as coisas vão acontecer no tempo certo. Por exemplo, se o combinado é realizar uma ação no dia X, isso deve ser cumprido no dia X. Isso é dar espaço para a autonomia de quem for trabalhar com você.

 

Minha dica é: se for começar esse novo desafio na sua vida, meu conselho é que você tome um banho logo que acordar, troque de roupa, tome o café da manhã, e escolha uma cadeira confortável para dizer “mãos à obra”!

Tendências: