Crise na liderança

Covid-19

Bill Gates tem um plano para levar a cura do coronavírus ao mundo todo

Crise na liderança

Claudia Miranda Gonçalves

31 de março de 2020 | 10h00

Há algumas semanas, li um artigo interessante sobre um estudo do Dr Vince Molinaro em que ele estuda líderes, no qual ele aponta a lacuna entre a importância de uma liderança responsável (71%) e a percepção da existência da mesma (31%).

Responsabilidade aqui vem do termo accountability, cuja tradução imprecisa seria responsabilidade. Mas accountability vai um pouco além, incluindo ética e remetendo à transparência.

O que o estudo do Dr. Vince Molinaro perguntou:

1- Sobre práticas organizacionais:

  • Assegurar que os líderes entendam o que importa para os clientes
  • Definir e articular as expectativas de liderança para os líderes
  • Estabelecer programas formais de sucessão de gestão para identificar líderes potenciais
  • Reunir líderes em fóruns para ajuda-los a fazer networking e construir relacionamentos
  • Ter práticas que fomentem diversidade na organização
  • Implementar programas que efetivamente elevem as capacidades dos líderes

 

De todos esses itens, destaco 3:

Entender os clientes: quando os líderes entendem o que os clientes querem e valorizam se cria um tremendo poder de priorização naquilo que realmente importa.

Definir e articular expectativas para a liderança: se feito de maneira clara e direta, ajuda que as práticas sejam parte do tecido de relações na organização.

Fomentar diversidade: líderes não cabem num molde; líderes devem focar em trazer o accountability e assim garantir que mais pessoas diferentes cheguem a posições de liderança

2-Sobre cultura de liderança:

  • Líderes compartilham a paixão e impulso para a execução da estratégia do negócio
  • Líderes têm clareza do que nossos clientes valorizam
  • Líderes demonstram alto nível de maturidade emocional
  • Líderes têm clareza sobre as expectativas de liderança da organização
  • Líderes regularmente celebram o sucesso quando atingem objetivos chave da organização
  • Líderes estão comprometidos com a ideia de ‘uma organização’
  • Líderes modelam os valores da nossa organização

Aqui destaco mais 3:

Maturidade emocional: inclui endereçar assuntos difíceis de forma objetiva, apropriando-se dos mesmos, em lugar de oferecer justificativas.

Mentalidade de ‘uma empresa’: a estrutura organizacional e as métricas promovem silos… Construir a mentalidade de ‘uma organização’ é uma grande oportunidade para desmantelar os silos.

Paixão compartilhada: demonstrar paixão em executar a estratégia em lugar de apenas se juntar nos movimentos.

Para não deixar o peso 100% nos ombros dos líderes, cada um deveria avaliar sua própria auto liderança. Aqui vão algumas perguntas para ajudá-lo:

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: