Keep Calm and…

Keep Calm and…

Claudia Miranda Gonçalves

04 Outubro 2018 | 10h00

Keep calm & ...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Keep Calm and…

Tantas palavras poderiam terminar esta frase, mas elas realmente não vêm ao caso. A calma que queremos é escrita com letras maiúsculas e não se refere à tranquilidade, mas à capacidade transformadora de um estado de conexão que nos permite usar todos os nossos recursos a nosso favor. Nossa CALMA é o que nos possibilita evoluir. Assim, não estamos falando de uma habilidade que nos defende da raiva e do medo. Estamos falando do que ouso chamar de uma sexta emoção.

Sim, esse texto é uma ousadia. Se você é dos meus, continue a leitura. Se você prefere não ariscar, eu compreendo a sua prudência e peço desculpas por não me conter.

Para vocês que ficaram, keep calm e vamos em frente. Todos nós sabemos que são 5 as emoções humanas. São elas:

A raiva

O medo

A tristeza

A alegria

O nojo (desgosto/ desprezo)

Quem nunca sentiu uma dessas, que atire a primeira pedra.

Porém, na minha opinião, há uma força que não está realmente representada na lista acima. Uma emoção que nos faz presentes, que nos conecta a todas as outras 5 emoções; uma força que sustenta o que precisa estar de pé em nós, uma emoção que não só acolhe, mas que também mantém o acolhimento. É dessa CALMA de que estamos falando. Se eu precisasse representar essa emoção em palavras, faria assim:

 

C = centrado

A = aberto

L = ligado

M = mentalmente alerta

A = acolhendo

 

Como já disse antes, quando estamos em CALMA geramos as mudanças e as transformações que buscamos. Além disso, nesse lugar/estado conseguimos acessar todos os recursos que temos, até aqueles mais escondidos e esquecidos. É aqui, e só aqui, que conseguimos criar, mudar e consequentemente evoluir.

Sim, a CALMA é uma conexão com você mesmo. E ela não tem nada a ver com desacelerar, respirar fundo, se acalmar. Ela é sistêmica, profunda, circular. Ela aparece quando você alinha o pensamento, os seus valores e crenças e toda a sua energia para “fazer acontecer”. Neste estado, sua mente está serena e conectada com os seus pensamentos, seu o corpo está em repouso e sem tensões; ou seja, há um espaço amplo para agir.

Para ficar mais claro, vamos, agora, falar um pouco mais de tudo o que compõe a CALMA.

 C = Centrado

Estado dentro de você mesmo, o lugar onde você sabe quem é. Se você está centrado está tudo bem ser você mesmo. O futuro, fonte de ansiedade, ou o passado, fonte de angústia, não têm lugar aqui. Você está presente em si mesmo; é o aqui e agora.

 A = Aberto

Você está no seu espaço pessoal e está confiante. Confia que a vida dá mais certo que errado; confia que pode se conectar com o seu entorno.

 L = Ligado

Você compreende que não está isolado. Entende que tem a capacidade de se conectar com situações e pessoas. Entende que isso é parte da sua natureza. Quando você está aberto, pode se ligar ao que te cerca.

 M = Mentalmente alerta

Você coloca os seus pensamentos a serviço do que vê, sente e vive.  Você não está preso no carrossel mental das ideias que remetem ao futuro ou ao passado e que dificultam viver plenamente o aqui e o agora. Sua mente observa tudo e vê tudo, mas sem apegos.

A = Acolhendo

Você sabe que tudo o que é, é perfeito. Acolhe tudo o que aparece. Não luta contra a realidade e nem coloca expectativas acima da realidade. O que vem é um mensageiro, é preciso entender seus sinais.

Tudo bem explicado, para terminar, é preciso dizer que a busca pela CALMA é uma jornada de conhecimento. Uma caminhada diária para sairmos do piloto automático e para podermos olhar o cotidiano (ou as situações extraordinárias) com olhos frescos e com mais criatividade. Você sabe, não há criatividade no stress, na tristeza ou na raiva. Só podemos criar e inovar a partir deste estado de CALMA, uma sexta emoção na qual exploramos o que vivemos em nosso melhor estado.

Não é à toa que todo dia você se depara com terapias e técnicas de mindfullness, além de muitas formas de meditação que buscam a calma. Essas práticas ajudam, e muito, mas lembre-se é só em CALMA que você vai conseguir ir além da calma.

Keep Calm e experimente mais.