PARA CRESCER E APARECER

Claudia Miranda Gonçalves

06 Novembro 2018 | 10h07

Por Flávia Ferrari

O WebSummit é o maior fórum mundial sobre tecnologia e negócios. Criado em 2009, conta com participantes diversos, desde empresas listadas na Fortune 500 até Start-ups. Começou em Dublin, na Irlanda, mas a partir de 2016 transferiu-se para Lisboa – e agora em Outubro de 2018 foi divulgado um acordo com o governo português que permite manter a conferência aqui na capital da terrenha até 2028. E realmente, Lisboa respira o WebSummit nestes dias. Desde a super tenda de credenciamento no Aeroporto Humberto Delgado às sinalizações do evento em locais turísticos, a cidade sorri para os mais de 69.000 participantes esperados para o evento deste ano.
Também pudera, ao longo dos 4 dias de evento serão discutidos uma variedade enorme de temas, de desenvolvimento de conteúdo à implicações na saúde, de cripto moedas à cirurgias inteligentes. É tanto conteúdo e tantas vidas conectadas à tecnologia que tudo se apresenta grande e imperativo.
O que se apresenta para nós, aqui em nosso espaço empreendedor no Lentes de Decisão?
Muito!
Numa análise prática e direta, há um track totalmente dedicado ao crescimento de empresas, o Growth Summit, que trata sobre uso de inteligência artificial e uso de dados, modelos de financiamento, meios de pagamento, ecommerce e muito compartilhamento de experiências tanto de novos empreendedores quanto de investidores.
Mas não para por aí.
Três espaços para pitch*, onde as startups mais promissoras do mundo se apresentam ao vivo em grupos de 8 empresas vendendo seu peixe e discutindo entre si.
Por mais que e não seja uma investidora de risco, com certeza passarei por um dos mais de 20 grupos para assistir e aprender com eles. Há até uma “masterclass” para ensinar como fazer o pitch perfeito.
O programa dedicado às mulheres na tecnologia é um outro destaque – são 31.000 mulheres participando do evento (!) – com sessões de mentoria dedicadas. O mais jovem campeão de xadrez da história, Garry Kasparov, vem falar sobre inteligência artificial e segurança de dados. A Lamborghini apresenta como as emoções moldam o futuro e a Netflix promete desvendar o segredo por trás de seus sucessos.
Milhões de ideias, uma variedade de propostas e de pontos de vista.
A abertura do evento aconteceu, com Sir Tim Berners-Lee, inventor da web, falando sobre firmarmos um novo contrato para o uso da rede. Foi uma grande comoção ouví-lo falar ao vivo sobre a nova ordem e a nova necessidade de se ter uma web construtiva para quem está nela e não um novo campo de batalha. Sr Tim colocou que cada essa nova ordem de respeito é importante e é responsabilidade de cada indivíduo, empresa e governo, o movimento #ForTheWeb (fique, conheça e engaje-se!). Em 2019 espera-se que metade do planeta esteja online, por isso faz-se cada vez mais urgente transformar a Web em um local verdadeiramente civilizado e livre, e não mais um palco de crueldade. Há empresas já signatárias dest novo contrato da web e o primeiro país a fazê-lo foi a França.
Na sequência, Lisa Jackson da Apple comoveu a todos com seu talk “doing well by doing good”: ela trouxe números provando que decisões em prol da sustentabilidade de um negócio trazem sim dinheiro e não são apenas “da boca para fora”. Trouxe à mesa de discussão nossa responsabilidade como um todo para o presente e para as próximas gerações. Mostrou que todas os pontos de venda, plantas e escritórios da empresa funcionam com energia limpa e estão ampliando este mesmo conceito para fornecedores. Fecharam um patrocínio com a Malala Foundation para investir em educação no mundo. Lisa, que antes de juntar-se à Apple há 5 anos trabalhou no governo Obama, realmente deixou a audiência sem fôlego e extremamente sensibilizada.
Na sequência, houve a apresentação de Darren Aronsfsky, diretor de Cisne Negro entre outros filmes. Como ele anda flertando claramente com a realidade virtual em suas obras, o talk dele era bem esperado. Foi bacana ele ter dividido seu conceito de storytelling (você tem que envolver de uma forma tal para que a pessoa que está assistindo tenha empatia, sinta-se na pele de quem está atuando que, de alguma forma a está representando) e realidade virtual (é sobre a experiência que o indivíduo viverá em sua totalidade)
Já no pontapé inicial deste grande evento minhas (grandes) expectativas foram superadas. Agora é fazer acontecer e pode vivenciar toda esta grande miríade de ideias, propostas e projetos.
Sai daí mais uma lição empreendedora muito importante: para crescer e aparecer devemos manter nossos olhos, ouvidos, mentes e corações abertos ao novo. Sem preconceito, nem pré julgamentos.
A melhor oportunidade do mundo pode se encontrar na ideia mais simples.

E mais uma consideração. Vamos falar sobre os números do WebSummit :

O WebSummit 2018 é o maior já realizado desde então. São 69.304 pessoas vindas de 159 países. Com mais de 1.200 palestrantes em 24 palcos, mais de 1.800 startups e 1.500 investidores em tecnologia.

Pense que este mega evento também é uma ideia empreendedora de Paddy Cosgrave. Impressionante, não?

*O que é um pitch? É uma pequena apresentação, de 3 a 5 minutos, onde você apresenta seu produto/serviço/ideia de uma forma concisa, direta e interessante. O objetivo de um pitch pode ser captar o interesse do interlocutor para sua ideia, conseguir um espaço para uma conversa mais aprofundada ou fechar negócio.

Mais conteúdo sobre:

websummitLisboa