Uma reunião deve puxar a outra?

Uma reunião deve puxar a outra?

Claudia Miranda Gonçalves

08 de outubro de 2019 | 10h38

Reunião | Claudia Gonçalves

Será mesmo que uma reunião deve (sempre) puxar a outra?

É que muitas reuniões só conseguem resolver uma coisa: que precisamos de mais uma reunião para chegarmos a alguma conclusão.

Se você ainda sofre com isso, já passou da hora de rever os seus conceitos sobre o que é uma reunião. 

Antes de mais nada, precisamos entender que nem tudo se resolve com o binômio: problema e solução.

E, mais, o que se resolve assim (na maioria das vezes) nem precisa ser discutido em reuniões.

Por outro lado, o que chamamos de “problemas complexos” precisam de uma construção, ou seja, de um aprendizado. E, acredite, nada mais produtivo para isso que uma boa reunião.

Um parêntesis: aprender significa construir a capacidade de fazer junto, ou seja, de criar habilidades adaptativas.

Viu só? Criar algo novo é ou não é uma oportunidade e tanto para se reunir? 

Então, gente, faço esse convite hoje: vamos transformar nossas reuniões em espaços para aprender a fazer junto, lugar para reunir e/ou desconstruir ideias; tempo de aprender com o outro; oportunidade de pensar além do problema; momento sistêmico e prazeroso.

E, principalmente, precisamos transformar nossas reuniões em momentos em que cada um se expressa e todos escutam profundamente com a mente e com o corpo; um alinhamento entre o pensar, o sentir e o fazer.

E, se reuniões podem ser momentos generativos, que tal mudar inclusive o lugar e a forma em que elas acontecem? Ao invés da sala e da mesa, que tal a pista de caminhada? Em lugar do café e do restaurante, que tal o jardim? Ao invés da sala de hotel, que tal o hub ou o coworking? E dá para ser virtual? Claro que dá.

E dá para ser inspirador também, viu! Que tal convidar um “inspirador” para gerir a reunião? Ou quem sabe “abrir” a reunião com uma pessoa que não faz parte da equipe? Dá até para convidar um “cliente oculto” para fazer parte de uma reunião que tem como proposta “aprender” sobre um novo produto.

Em outras palavras, reinvente e reúna o que a sua equipe precisa para produzir o aprendizado que vai mudar a sua empresa. Isso, sim, é fazer uma reunião.

Reunião | Claudia Gonçalves

Em resumo:

Não fale tanto, ouça.

Escute os silêncios.

Informe menos e converse mais.

Questione verdades.

Promova o aprendizado, não ensine.

Não fique dando respostas e dividindo tarefas.

 

Olhe para os problemas de forma diferente.

Reorganize a equipe.

Tenha como objetivo a produtividade colaborativa.

Esqueça a competição e aprenda a colaborar.

Pratique a habilidade de fazer junto.

 

Boa próxima reunião!

Tendências: