As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Brasileiro procura barganhas no comércio eletrônico

Márcia De Chiara

15 de junho de 2015 | 20h06

Enquanto o varejo tradicional recua e acaba de registrar a primeira queda de vendas no Dia dos Namorados dos últimos seis anos – 0,5%, segundo Boavista SCPC – o comércio virtual caminha no sentido oposto. O AliExpress, plataforma de comércio eletrônico para o consumidor final do grupo chinês Alibaba, acaba de criar uma página na internet de ofertas sob medida para o consumidor brasileiro.

A página “brasileira” do AliExpress será atualizada diariamente, não três vezes por semana como na home do site global. Além disso, a empresa também ampliou de 200 para 300 o número de ofertas destinadas aos brasileiros. O foco das barganhas são aqueles itens mais procurados pelos brasileiros, como telefone celular, vestido, relógio, camiseta e blusa.

Nos últimos cinco anos, os brasileiros foram responsáveis por mais de 60 milhões de pedidos no AliExpress. Hoje, a plataforma registra quase 18 mil novos membros do Brasil todos os dias. O AliExpress atua em 290 países e regiões, mas tem dois sites em língua local: no Brasil e na Rússia, que são os dois principais mercados da empresa.

Tendências: