A vontade não tem limite

Marili Ribeiro

18 de dezembro de 2009 | 16h23

nextel

Como diz um colega aqui de redação, que entende de futebol, a escolha de ex-jogador e agora técnico do Flamengo Andrade, para protagonizar mais uma peça da campanha da operadora de telefonia Nextel, “tem tudo a ver”. Ou seja, combina com o propósito dessa série criada pela agência de propaganda Loducca MPM.

Os comerciais da Nextel têm usado como garotos-propaganda figuras fora dos padrões usuais no meio publicitário, sempre inclinado a apelar para celebridades em evidência. Já se associaram à marca, por exemplo, o neurocientista Miguel Nicodelis, o artista plástico Vik Muniz, o empresário da moda Oskar Metsavaht e a roteirista Fernanda Young (é verdade que ela passou a integrar o time das desvestidas da Playboy, mas fez o comercial antes disso). Eles são profissionais bem sucedidos, mas mais restritos aos seus universos de atuação.

O atleta Andrade cabe no modelo porque, até a vitória do Flamengo no Brasileirão, era quase um desconhecido. Mas fez o seu trabalho direito e, pelo visto, teve o retorno esperado. Levou o Flamengo a uma vitória que ele não conseguia obter há 17 anos. Andrade será o protagonista da campanha “ilimitado”, um conceito que a Nextel quer difundir. A partir deste final de semana, será veiculado o anúncio impresso com o técnico. A ação vai mais longe e oferece outro canal de contato. Os fãs de Andrade poderão falar com ele através do número de ID e celular da Nextel no anúncio, entre os dias 22 e 23 de dezembro, das 9h às 16h.

Com o mote “a gente não acredita em limites”, a campanha “ilimitado” quer estimular conversas com quem acredita que deve superar as difculdades imobilizantes da vida.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.