AlmapBBDO candidata, de novo, a agência do ano

Marili Ribeiro

24 de junho de 2011 | 14h39

Quando o próprio dono da agência, com ótimo humor brinca que está aguardando “por matemáticos que me respondam”, dá para entender a complexidade da somatória de pontos para se chegar à condição de agência do ano na 58ª edição do Cannes Lions Festival Internacional de Criatividade. A definição, ao que tudo indica, só será possível na solenidade de encerramento do evento, no sábado à noite.

As especulações começaram pela manhã aqui em Cannes. Nos sites que cobrem o setor de publicidade no Brasil, cada um deles dava números diversos. Um fala que a AlmappBBDO teria atingindo 62 pontos. O outro calcula 68. Alguns dizem que com essa pontuação há chances. Outros dizem que não, porque a agência não tem pontos na categoria Titanium and Integrated. Aliás, o Brasil não classificou nenhum trabalho na lista preliminar dessa categoria, que também terá os vitoriosos revelados amanhã.

Consultado, Marcello Serpa, sócio e diretor de criação da AlmapBBDO – agência que no ano passado sagrou-se a agência no ano em Cannes Lions 2010 -, informou que está a espera da contagem oficial.

Todo ano há um certo suspense. Mas esse, tudo ficou mais complicado por conta da mudança de regras e das ponderações sobre o valor cada Leão ganho pela agência. Há pesos diferentes e, a mesma peça, só vale uma contagem. Uma peça com dois Leões na categoria, só contabiliza um para ser eleita a agência do ano.

Resta agora fazer o mesmo que o maior interessado, aguardar. A organização do festival soma a pontuação das áreas de Press Lions, Outdoor Lions, Radio Lions, Cyber Lions, Film Lions, Film Craft e Titanium & Integrated Lions. Além da pontuação dos prêmios, o festival considera pontos dos trabalhos classificados em shortlist para os quais há um limite máximo de 10 pontos.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.