Brasil vai sair de Cannes com 32 Leões

Marili Ribeiro

26 de junho de 2009 | 11h42

Com nove troféus a menos do que no ano passado, o Brasil deve encerrar sua participação este ano no Festival Publicidade de Cannes com sete Leões de Ouro, 11 de Prata, 14 Bronze, disputados em onze categorias. Em termos de aproveitamento sobre o número de inscrições, o resultado desse ano foi 30% superior ante o ano anterior. As agências brasileiras inscreveram 2.461 peças na edição de 2008 e faturaram 41 prêmios. Este ano, em função da crise global, o País inscreveu menos, 1.519 peças, mas conqusitou 32 toféus. Fora isso, os trabalhos dos profissionais brasileiros tiveram melhores classificações. Afinal, são sete Leões de Ouro, enquanto que, no ano passado, o País conseguiu apenas um de Ouro. Um desses Ouros é na categoria PR Lions, que não tem subdivisões porque foi criada este ano. A agência mais premiada em troféus é a DM9DDB, comandada por Sérgio Valente, com nove Leões e dois Ouros. Logo em seguida, vem a AlmappBBDO, com oito Leões, sendo três de Ouro. Ambas foram as que mais inscreveram peças na competição.

Falta a oficialização de apenas duas categorias, o que acontecerá amanhã pela manhã aqui na costa francesa. Dos dois júris que vão revelar ainda suas escolhas, o Brasil se aiu bem em apenas um, vai ganhar mais três Leões em filmes publicitários, ou Film Lions. Em Titanium and Integrated, categoria que julga ações de marketing mais sofisticadas em diferentes canais de comunicação, o Brasil sequer se classificou nas prévias.

Em Film Lions, vai ganhar um Ouro para o comercial da Volkswagem Cachorro-Peixe, da agência AlmapBBDO, e mais dois Bronzes. Um deles para um comercial de caminhões da Volks, também da AlmapBBDO, e um outro para a loja TokStok da agência DM9DDB.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.