Das piscinas para os comerciais

Marili Ribeiro

20 de março de 2010 | 14h53

 

Cielo nos bastidores da gravação

Cielo nos bastidores da gravação

Vencedor, cara de bom moço, capaz de chorar de emoção e, na certa, presente na inédita Olimpíadas de 2016 no Brasil, são condições que fazem do nadador Cesar Cielo um rosto cobiçado no mundo publicitário. Até o final do mês, ele será visto em mais uma campanha, a das motocicletas Dafra.

Entra em cena no lugar que já foi do ator Wagner Moura e do apresentador Luciano Huck. Cielo disputará um inusitado teste comparativo com a moto. “Ele é considerado o homem mais rápido na água, nada mais justo que mostrar o desempenho dele em paralelo com a agilidade da Apache (o novo modelo da Dafra)”, brinca Guga Ketzer, sócio e diretor de criação da agência de publicidade Loducca.MPM. Os dois caem literalmente na piscina. Uma operação engenhosa que deu trabalho para filmar.

Desde março de 2008, quando iniciou as vendas, a marca Dafra já emplacou mais e 141 mil unidades.  A empresa é produto de um investimento de R$ 100 milhões do Grupo Itavema, uma rede de concessionários de veículos com 30 anos de história no Brasil. Há pouco mais de um ano, foi a fábrica da Dafra Motos em Manaus (AM) com capacidade produtiva anual de 200 mil unidades.

A mãe do nadador, Flavia Cielo, é quem administra sua agenda e admite que hoje sua maior dificuldade é conciliar interesses. “O assédio tem sido muito grande, mas também, com toda essa oferta ele tem a possibilidade de selecionar o que tem tudo haver com ele, a moto foi um desses casos”, conta ela. 

Ele só não assume mais propostas para fazer publicidade porque costuma ficar todo primeiro semestre do ano nos EUA em treinamento, o que limita o tempo disponível para gravar comerciais. Até agora, Cielo já emprestou seu perfil de atleta vencedor para as empresas Skill Idiomas e a companhia de saneamento e tratamento de água Sabesp, além das marcas de produtos de consumo Dental Clean, TNT energy drink, 775, e Education Service. Não são revela dos valores envolvidos nesses contratos. Os acertos são caso a caso.

Tudo o que sabemos sobre:

agência Loducca.MPMCesar CieloDafra

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.